• Facebook
  • twitter
  • youtube

Governo avança nas políticas de proteção à saúde das mulheres maranhenses

Em 13/03/2017

carreta 2

Em ações inéditas no Maranhão, a gestão do governador Flávio Dino implantou no Estado a transversalidade de políticas públicas para a ampliação de direitos e oportunidades às mulheres maranhenses. Com 89.589 atendimentos, a Carreta Da Mulher Maranhense e o Mamógrafo Móvel garantiram 25.828 Exames Preventivos de câncer de colo do útero e 16.332 mamografias, além de exames médicos diversos a 47.429 mulheres. A maioria das atendidas jamais haviam recebido qualquer tipo de orientação médica.

“Eu acredito que a luta por igualdade e por políticas públicas que sejam capazes de garantir isonomia e acesso a serviços e direitos, é uma luta que diz respeito a todos e é na verdade o que distingue civilização de barbárie. Nosso governo se preocupa em garantir políticas para que progressivamente novas medidas se incorporem ao dia-a-dia das mulheres”, disse o governador ao detalhar as inúmeras ações do governo e homenagear as mulheres do Estado.

Além da Secretaria de Estado da Mulher (Semu), a execução de programas e ações voltados para mulheres estão presentes em diversas secretarias e órgãos. Essas ações privilegiam a assistência à saúde, o acolhimento às mulheres em situação de vulnerabilidade ou violência, bem como programas de educação destinadas à sociedade civil para superação de preconceitos e conscientização das próprias maranhenses à cerca de seus direitos.

“Além dos atendimentos nas áreas de saúde em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, nosso desafio é levar os serviços às mulheres que ainda não tinham oportunidades de entender questões relacionadas ao próprio corpo. Durante as ações da Carreta da Mulher Maranhense, nós reunimos gestores, representantes do sistema de segurança e de setores da sociedade civil para levar orientações que previnam situação de violência doméstica e formas e ampliação dos direitos dessas mulheres”, explica a titular da Semu, Laurinda Pinto ao destacar os quase 90 mil atendimentos da Carreta da Mulher e do mamógrafo móvel.

Barra do Corda, Fernando Falcão e Itaipava do Grajaú recebem serviço móvel

carreta 1

Foto: Karlos Geromy/Secap

Os serviços móveis de atendimento foram retomados com ações entre os dias 8 a 18 deste mês, nas cidades de Barra do Corda, Fernando Falcão e Itaipava do Grajaú, estas duas últimas pertencentes ao Plano de Ações Mais IDH.

Para garantir acolhimento a milhares de mães e filhos em situação de vulnerabilidade, o governo do Maranhão construiu 90 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) em municípios de todas as regiões do Estado.

Os Cras e Creas são equipamentos sociais importantes para acompanhamento psicológico e social a mulheres, crianças e adolescentes. Para o Secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, que coordena as ações dos Cras e Creas em parceria com os municípios, as unidades são fundamentais para ampliação de direitos básicos das maranhenses:

“As ações desses equipamentos sociais alcançam milhares de mulheres maranhenses que têm nos mais de 90 Cras e Creas construídos pelo governo, oportunidades de acolhimento e orientação. Trata-se de uma política de expansão dos serviços de proteção social ofertados pelas unidades, garantindo direito das famílias maranhenses – muitas delas chefiadas por mulheres – auxiliando-as na garantia de direitos”.

Prevenção com educação

Para expandir a política de prevenção à violência, a Semu firmou parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), implantando dois programas. O projeto “Quem Ama Abraça – A Escola como Espaço de Prevenção”, alcançará professores das redes públicas do Estado e dos Municípios com foco em treinamentos para a prevenção à violência contra as mulheres. O projeto está sendo implantado em escolas de São Luís e nos 30 municípios que fazem parte do Plano Mais IDH.

Já o projeto a “A escola como espaço de prevenção: gênero e igualdade em questão”. É voltado para estudantes da Rede Estadual com o objetivo de ampliar as políticas para igualdade de gêneros junto aos adolescentes.

“Para nós a escola é um espaço importante de diálogo e construção da igualdade de gêneros, combate ao machismo, ao sexismo e mesmo prevenção ao feminicídio. São questões que dizem respeito à toda sociedade e os jovens são aliados importantes para a construção dessas conquistas, sobretudo porque nesse projeto atuarão como protagonistas das ações”, explicou Laurinda Pinto.

Combate ao feminicídio e ampliação de políticas

No Dia Internacional da Mulher (8 de março), o governador Flávio Dino anunciou mais ações de proteção às mulheres maranhenses e encaminhou Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa do Maranhão que cria o Departamento de Feminicídio. O Governador também assinou decreto de criação da Coordenadoria das Delegacias de Atendimento e Enfrentamento à Violência contra a Mulher, ambos no âmbito da Polícia Civil.

Para a Delegada Titular da Coordenação das Delegacias de Atendimento e Enfrentamento à Violência contra mulher. Kazumi Tanaka, a criação do Departamento de Feminicídio e da Coordenadoria de Delegacias, fará toda a diferença no enfrentamento à violência contra mulheres no Maranhão: “ Agora a questão terá mais visibilidade, melhorando a qualificação no atendimento no Sistema de Segurança Pública, sendo mais um estímulo à denúncia de atos contra mulheres que enfrentam essa realidade”.

O governador Flávio Dino assinou ainda Termo de Cooperação Técnica com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), organismo da ONU para a ampliação de políticas atenção materno-infantil para redução dos indicadores de mortalidade. O Termo prevê parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), e a Secretaria de Estado Extraordinária de Políticas Públicas (Seep).

Luta pela Igualdade

O Governador Flávio Dino destacou o papel efetivo das mulheres nas transformações sociais do Maranhão em busca da igualdade de gêneros e de oportunidade, em especial no governo do Maranhão, onde mulheres ocupam espaços de gestão: “Temos empoderamento concreto das mulheres em nosso governo, ocupando espaços de comando a fim de garantir que todos e todas possam participar efetivamente desse momento transformador e de garantia de justiça social. É preciso olhar para o futuro com muita crença em dias melhores, mantendo a indignação com aquilo que ainda está errado as injustiças, com a negação de oportunidades, mas ao mesmo tempo tendo fé para impulsionar novas lutas”, disse.

O Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves também destacou o papel das mulheres nas lutas por igualdade social no âmbito da política de direitos humanos do governo do Maranhão: “As políticas de direitos humanos têm o rosto das mulheres. Em todas as frentes de defesa de direitos, a presença das mulheres demarca o campo da equidade, da diferença e do respeito”, explicou.

Endereço

Avenida Jerônimo de Albuquerque, s/n
Palácio Henrique de La Rocque – 2º Andar
Jardim Renascença – São Luís – MA
CEP: 65070-901

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
De segunda à sexta, das 13h às 19h

OUVIDORIA DA MULHER
(98) 98427-1002

(98) 98427-3681

De segunda à sexta, das 09h às 19h

Localização

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br