• Facebook
  • twitter
  • youtube

SEMU LANÇA CAMPANHA “FIA, NÃO SE CALE – DENUNCIE”

Em 10/08/2020

Em alusão ao agosto lilás, mês de enfrentamento e combate à violência contra as mulheres o Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Mulher- SEMU, lança a Campanha Fia, Não Se Cale- Denuncie, que  tem por objetivo ampliar a discussão do enfrentamento à violência de gênero e conscientizar a população sobre o combate as mais diversas formas de violência contra as mulheres.

A campanha concentra-se em motivar mulheres a reconhecerem os primeiros sinais de violência e se protegerem contra as consequências desastrosas que um relacionamento abusivo pode trazer.

“Uma das faces da gritante desigualdade de gênero enfrentada por milhares de mulheres é a violência doméstica. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma a cada três mulheres é ou já foi vítima de violência física ou sexual, na maioria das vezes por algum parceiro íntimo. A campanha “Fia, Não Se Cale – Quebre o Ciclo da Violência vem com o propósito de incentivar as mulheres a quebrarem esse ciclo de violência, romperem esse silêncio e denunciar casos de violência doméstica, que infelizmente tem aumentado nesse momento de pandemia”, pontuou Nayra Monteiro Secretária de Estado da Mulher.

O mês de agosto simboliza para a luta das mulheres, um mês de profunda importância no combate e enfrentamento à violência de gênero. É  dedicado a um marco nos direitos das mulheres em situação de vulnerabilidade e violência doméstica, comemora-se o aniversário da  Lei Maria da Penha, considerada pela Organização das Nações Unidas- ONU, como uma das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência contra as mulheres, e contribuindo significativamente na taxa de redução de feminicídio praticados, em muitas vezes dentro da própria residência da vítima. Nesse sentido, a lei acaba por trazer para o debate concepções de violência que extrapolam o âmbito da agressão física, orientando as mulheres à conscientização, a percepção, e em seguida, a recusa a situações de violência e subjugações.

Lei Maria da Penha

Instrumento jurídico de maior efetividade no combate à violência doméstica e de gênero contra mulheres, a Lei Maria da Penha completa 14 anos desde sua promulgação, no dia 7 de agosto de 2006. Inspirada em uma mulher real, a farmacêutica bioquímica, a cearense Maria da Penha Maia Fernandes, vítima de violência doméstica por 23 anos, a lei se tornou um dispositivo poderoso contra atrocidades praticadas por homens contra suas parceiras.

Maria da Penha Maia Fernandes

A Lei estabelece, por exemplo, uma série de políticas de proteção, com aplicação de medidas protetivas à mulher. Ela também promove a criação e implantação de delegacias e varas especializadas contra a violência doméstica e de gênero, tornando os atendimentos mais céleres e otimizando as denúncias, já que muitas mulheres vítimas de violência não sabiam nem por onde começar o processo de denúncia.

Endereço

Avenida Jerônimo de Albuquerque, s/n
Palácio Henrique de La Rocque – 2º Andar
Jardim Renascença – São Luís – MA
CEP: 65070-901

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
De segunda à sexta, das 13h às 19h

OUVIDORIA DA MULHER
(98) 98427-1002

(98) 98427-3681

De segunda à sexta, das 09h às 19h

Localização

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br